Publicado por: revistainternacionaldoconhecimento | 25/04/2011

POESIA – Ciclo, por Sylvia Mercadante

CICLO

 

   Sylvia Mercadante

 

A noite chega devagar, sombria…

Abre o seu negro véu que profusamente estendido

Nos faz pacatos adormecidos.

 

Ás vezes, nos envolve em sonhos de alegria

Outras , nos devolve a vigília em pesadelos,

E seu manto nos recolhe

Aos seus braços, cheios de desvelo.

 

E então, mais uma noite vai-se embora

Junto com ela , a lua que estremece

Ante o brilho esfuziante das estrelas…

 

Surge o clarão do sol amigo que o anuncia

A luz de outros astros ele, poderoso, silencia

E nos promete assim, um dia renovado!…


Responses

  1. Oi Parabens, eu gostei abçs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: