Publicado por: revistainternacionaldoconhecimento | 25/11/2010

POEMA – Declínio, por Solange Ferreira Martinho

Declínio

 

             Solange Ferreira Martinho

 

 

Nosso amor ficou doente

Nem emergência dá jeito

E pra todos parecia

Que era um amor perfeito

 

 

As aparências enganam

Diz o dito popular

Esse amor prejudicado

Nada mais vai consertar

 

 

Essa árvore que frondosa

Eterna me parecia

Foi perdendo suas folhas

No amargor do dia a dia

 

 

Eu acredito em Deus

E nos milagres da fé

Mas galho quando se quebra

Nunca mais fica de pé.


Responses

  1. O Poema declínio é otimo ,abçs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: